18/02/2011

Preciso mudar?

Quem passa 15 minutos comigo já me desvenda: sou uma pessoa fácil de lidar e, sorte, tenho muitos amigos. Mudei muito nesses últimos tempos, ‘envelheci dez anos ou mais nesse último mês’ (8). Minha essência intacta. Só tou forte, só tou pedra. Parafraseando Tati B. bata em mim e quebre seu braço, rs.

Não moro com meus pais, mas temos uma boa relação. Meu pai é um fofo, me apóia em tudo o que eu acredito e queria ser mais presente, só não sabe como quebrar o muro gelado que se formou em minha garganta e me impede de falar algo além do inverno. De longe é a pessoa mais importante da minha vida.

Vida. A vida anda me testando, eu sei. Talvez eu ande fechada, de tanto me dar aos outros e pouco receber em troca. De tanto ouvir o meu nome atrelado a uma palavra negativa: ‘A Patrícia não isso, a Patrícia não aquilo’. Tenho meu valor e vou usar um chavão: minha vez ainda chega. Quando chegar não vou embora como a vilã mesquinha que sorri e manda o mundo se f*. Vou embora secando minhas lágrimas com a certeza de que a angústia precede a vitória.

Já disse no começo do texto, disse ali no meu perfil e torno a dizer: já mudei, já me contornei de acordo com os murros que andei levando. Não tenho mais disposição. Já não quero me deixar de lado e deixar que protagonizem meu show. Sei que vou me adaptar às pessoas, às suas exigências, ao lugar que não é meu. Só até chegar o meu momento. Só até eu provar que minha fé é maior.

A chuva está caindo e embora muitos a relacionem ao sono, à saudade e à solidão, eu a relaciono à desordem e à renovação. As roupas não secam, o cabelo arrepia, tudo alaga. Mas depois vem o sol. Depois vem o cheiro da terra molhada e o mato fica verde, bonito de se ver. Vou ficar na minha, de boa. Vou ficar aqui e esperar a chuva passar.


às 11:00 AM

2 comentários:

Hakume disse...

Selinho pra você lá no meu bloog

:D

http://sorvetedeessego.blogspot.com

Bill Falcão disse...

Sim, a beleza da chuva!
E parabéns, ligeiramente atrasados, pelos 2 anos do blog!
Bjoo!!!

Quantos?