27/02/2011

conversávamos.

Você me perguntava o que eu fazia e eu dizia que tinha acabado de escrever sobre você. Você se sentiu lisonjeado, mas nem deveria. Escrevo sobre minha vida, meus quereres, meus medos. E você apareceu, e você dança no meio da confusão.

Não deixei você me ler. Você falou que me lia de outra forma e eu perguntei como. Eu sabia a resposta que pulou de minha boca: você só repetiu o que afirmei outra vez. Incerta se o disse por sentir ou por tanto querer que alguém me saiba como sou.

O cheiro de romance passou como uma brisa, como um ar suave debaixo do nariz, que dissolve, que some. Aperta. Aperta e amarra, mas não nos amarra, amarra meus pés e faz com que eu fique imóvel. Eu temo. Ainda, eu temo.

Já bradei outra vez que estava feliz, que tinha virado a página e amado até a meia luz (e não à meia luz). Não, não estava. Mas como boa ariana que sou, tomei uma medida drástica: sumi. Sumi e foi melhor para mim. Como te disse, ainda estou num processo de aprendizagem. Aprendendo a me virar sozinha.

Tenho medo do que vem, tenho medo de ser infeliz, tou me desdizendo, mas não me lamentando. Só espero que me entenda. Só espero que fique ao meu lado e isso não implica presença física. Que respeite as minhas decisões, por mais que ela me leve a uma outra trilha. Ando com passos curtos, devagarzinho. Não abro os braços nem alço vôo. Agora não.

Você diz o que preciso ouvir. Diz como sou. Você diz que me quer. Soou normal, soou doce. Agora pesa. Agora não sei o que fazer com isso. Temos mesmo todo tempo ou eu vou te deixar passar e me arrepender depois? Parafraseando Cecília Meireles, 'não sei se fico ou se passo'.

Esse texto parece confuso como o filme que vimos ontem, onde o que era ilusão parecia real e a gente só sabia que não na cena posterior. É difícil entender? Tudo me parece muito claro, vi que a vontade desordenada de Nina de que tudo desse certo foi o que a levou a fantasiar, a viver como se estivesse drogada, em dois mundos ao mesmo tempo. Sabendo dessa lição foi que escolhi o Cisne Negro.

Quantas não gostariam de estar no meu lugar? Todas queriam um carinho, um abraço e um beijo seu. Eu quero. Eu quero te ver de novo, eu quero ver outro filme, eu quero tirar fotos, várias fotos com você. Deixa o tempo decidir quando. Deixa acontecer.

Vou dormir e antes disso vou tirar a maquiagem do meu rosto. Acho que acertei nas minhas escolhas, elas te conquistaram. Vou dormir com o coração pulando e um ponto de interrogação na minha cabeça. Será que sonho com nós dois? 

Um comentário:

Natália disse...

Sonhar com vocês dois é fato. beijo

Quantos?