14/02/2011

2 anos


Há exatos dois anos eu clicava em 'criar blog' e escrevia o primeiro texto do /vitraisamarelos. Dizia - em poucas palavras, pausadas - que queria escrever para não me sentir sozinha, para não ser sozinha. Me dizia diferente, tão igual e que precisava, precisava me contar. Escrever sempre foi uma válvula de escape, uma terapia, a melhor forma de me conhecer. Nada de fotos ou espelhos para me contar a verdade, rs.

Disse Ignácio de Loyola que 'escreve-se para não ser solitário e por amor aos outros; se você não tiver essa solidariedade é bobagem escrever'. Acho que acertei. Não me senti sozinha e amei, amei demais, me despi, me contei. E confesso que estranho ser lida, é tudo muito pessoal. Mas aqui estou.

É uma festa comemorar esses 730 dias.

Nenhum comentário:

Quantos?