16/11/2010

#OAB

Dias e dias trancada no quarto. Um livro sobre a mesa, um no colo, outro em cima da cama. Tropeçando em pastas, papéis, marcadores. Acabou. Acabou ou foi só um tempo? A segunda fase do Exame da OAB foi no último domingo, dia 14. E eu estou cansada, muito cansada. Pior é não ter um mínimo de segurança, não saber se fui bem ou não.


Tá certo. Eu vi vídeos, eu comentei a prova. Comentei também que as cinco horas de prova - o que parece muito - não bastaram. Nervosa, não tinha como não ficar. E o que era importante eu havia escrito no rascunho, mas não no caderno definitivo. As leis e os artigos quando não sumiam mudavam a redação. Caos, caos.

Saí esperançosa e assim estive até saber do rigor na correção e ver que havia esquecido uma súmula vinculante. Chorei, chorei mesmo. E não é bogagem minha. Não. Praticamente 6 anos em jogo. Minha vida toda, não? O que eu quero, o meu sonho, a minha independência. Eu estudei, me esforcei, me matei. Já não viajava nos feriados, já não saía com os amigos, já não tomava meus pileques.

Ontem o dia foi estranho. Eu havia me apegado ao Código Penal e ao de Processo Penal. Não relaxava, por mais que o corpo e a mente pedissem isso. Nem posso. Aqui não é hotel, minha irmã está certa. Está certa em me chamar de irresponsável, pois acabei não tirando as roupas do varal, a única coisa que me pediu para fazer no fim-de-semana. :S

Tá, tá. Relaxar só depois do dia 6. Até lá os mesmos sintomas: cabelos caindo, reações alérgicas, espinhas, perda e ganho de peso fácil. E drama, muito drama. O namorado já deu o ultimato: se eu falar na pica dessa prova quando estiver com ele, ele vai embora. Tchau. Vou: vou para o meu interior na sexta-feira e espero estar melhor, espero secar as lágrimas até lá.

No fundo eu sei que estou assim por finalizar mais uma etapa de minha vida. E começar outra. Hoje é a primeira aula da minha especialização. E se eu não passar no exame, paciência. Tento outra vez. Mais experiente, mais conteúdo, vai ser mais fácil. Vou encontrar novas saídas, um novo emprego e tratar de me divertir enquanto me equilibro. (yn)

Um comentário:

Natália disse...

Pensa positivo, vai dar tudo certo. Esses 6 anos irão e estão valendo a pena para você. Bom descanço e boa sorte. beijo

Quantos?