17/04/2009

.

Eu estava correndo nos andares da Faculdade quando dei de cara com o promotorprofessororientador do meu projeto de pesquisa e ele me questionou o andar do trabalho, visto que eu o procurei no início do semestre (finzim de janeiro) e até hoje tou de mandar as alterações sugeridas. É bem verdade o trecho do teste das cores que disse que eu tou vacilando e com isso ficando frustrada. Que busco trivialidades como um meio de fuga. Mas como já salientei, não é tempo de luxo. Tenho poucos dias de prazo e 15 páginas em branco.

Acontece que eu desapaixonei pelo tema. O tema é a investigação criminal pelo Ministério Público (polêmico que só ele!). Colhi muitas referências, que vão de jurisprudências do STF e STJ à artigos em sítios. Li boa parte do material. Apresentei resumos em 3 encontros científicos. Até que o primeiro orientador do projeto saiu da Faculdade. De cara, decidi que este não seria também o tema da monografia, pois o via como membro central da banca examinadora. Perdeu o sentido. Os últimos relatórios demoraram a ser entregues e os de fevereiro e março ainda estão pendentes. Caí no buraco da falta de criatividade. Olho pra tela e o cursor tá lá, piscando e nenhuma idéia me ocorre.

Eu preciso me apaixonar novamente. Me instigar, ler mais (nem que seja na marra!). Quis, sinceramente, contribuir em muito para os que também pesquisam/ se interessam pelo tema, mas hoje só penso em terminá-lo e ponto. Tá difícil de me concentrar, de frenqüentar a biblioteca, de escrever. Daí que ficar sem computador seria ainda pior, visto as regras da ABNT. Ontem ele ficou tinindo, graças à ajuda de um amigo (sim, conserto grátis, urrul Bial!). É fazer por onde e cantarolar que vai dar tudo certo.

10 comentários:

Dani disse...

Esses trabalhos científicos e fichamentos mexe com a cabeça da gente né?

Eu tô aqui também com dois livros de ética no jornalismo, esperando um algo a mais pra entregar meu trabalho!

Boa sorte pra você, vai dar tudo certo o/
Bjs

LiLi disse...

Imagino o que vc está sentindo...
Quando alguma coisa perde a graça, realmente tudo fica mais chato de se fazer. Mas com certeza vc vai encontrar um caminho e uma forma de se apaixonar de novo. O segredo é escolher algo que te instigue e te dê bastante energia.
Vc conseguirá sim. Boa sorte!

Sofiia disse...

eu nem to perto de fazer isso, mas eu acho que pode trocar o tema. depois me fala o que você fez.

May disse...

Isso acontece comigo sempre... quando passo muito tempo me dedicando à alguma coisa, logo me desinteresso /:

Bill Falcão disse...

Não entendo desses negócios de advogados - jurisprudência,data vênia etc - mas entendo que, sem paixão, é missão quase impossível. Mas, isso, você já entendeu, né?
Boa sorte!
E um bjooooo!!!!!!!

Nathália disse...

Quando a paixão por algo vai embora levando a criatividade junto, só esperando a boa vontade das suas pra voltar.
Mas, como você disse, espere lendo algo para ver se elas resolvem aparecer.

Beijo!

A n i n h a a disse...

aii que agonia que dá quando a gente não consegue pensar em alguma coisa. Pior ainda quando os prazos batem na porta e a coisa continua a não fluir :/

relaxa sua cabeça e fica calma que vai surgir do nada, tenho certeza! hauhuashsa
beijos!

Anne Caroline disse...

sim. tudo vai dar certo!

Uma gazela espavorida disse...

oi paty!
Sei bem o que é isso. Quando estava na reta final do mestrado, foi um parto. o bom é que chega a hora de dar a luz!:)

Beijos e obrigada pela visita lá no blog!

Naty
sorvete.blogspot.com

Gabi disse...

Paty, obrigada pela visita lá no meu blog...

E vai tudo certo, tenha certeza ;)

Quantos?